Óleo, Loção e creme: É tudo a mesma coisa?

 

imageMesmo quem está antenado com os cuidados da pele pode se atropelar na hora de escolher entre óleos, loções e diferentes cremes. Para usar o produto certo, é preciso levar em conta o tipo de pele, os efeitos de cada um e até mesmo a temperatura do dia.

Óleos_ Mais indicados para usar durante o banho, especialmente se você gosta de banhar-se com água bem quente. “O óleo não hidrata, mas evita a perda de água”, ressalta a diretora da clínica de estética Belle Santé, Helua Gazi. Em dias quentes, prefira banhos frios, que agridem menos a pele, e evite os óleos. Não é nada fácil usá-los no calor, quando o suor já é intenso.

Creme_ É o grande coringa. Qualquer pessoa que sinta sua pele ressecada pode usá-lo. “De preferência, todos os dias após o banho”, afirma Helua. Os hidratantes repõem a água e a gordura que a pele perde normalmente.

Loções_ São, em geral, menos espessas que um creme. Indicadas para todo tipo de pele, principalmente as secas, contêm capacidade de reter a água e de fornecer oleosidade ao mesmo tempo. A loção, porém, possui menos cremosidade.

fonte: https://www.portalvital.com/beleza/corpo/oleo-locao-creme-e-tudo-a-mesma-coisa

Anúncios

8 Remédios caseiros definitivos para o calcanhar rachado

1

O calcanhar rachado é um símbolo claro de falta de cuidado com os pés, desidratação e, em algumas ocasiões, de algumas questões de saúde. Este problema se caracteriza por afetar, principalmente, a camada externa da pele, ainda que às vezes possa penetrar profundamente na derme e gerar uma dor intensa. Costuma ocorrer quando a pele que reveste o calcanhar se resseca, não é hidratada corretamente e recebe a pressão do corpo sobre ela. Em casos leves, este problema também pode indicar uma deficiência de zinco e de ácidos graxos ômega 3.

TRATAMENTO DE LIMÃO E GLICERINA_ Este tratamento natural ajuda a suavizar a pele do calcanhar e reduz significativamente o ressecamento que causa o calcanhar rachado.
Como fazer: Coloque em um recipiente uma boa quantidade de água quente, sal grosso, glicerina, suco de limão e água de rosas. Em seguida, basta submergir os pés por um período entre 15 e 20 minutos. Utilize uma pedra-pomes para suavizar a pele seca dos calcanhares e facilitar a eliminação de calos. Prepare uma mistura de glicerina, suco de limão e água de rosas e aplique-a diretamente sobre a pele dos calcanhares. Coloque meias e deixe agindo durante toda a noite. Repita o mesmo tratamento durante quatro ou cinco dias seguidos.

ÓLEOS SAUDÁVEIS_ Muitas vezes, a falta de hidratação e o ressecamento na pele dos calcanhares são a causa principal do aspecto rachado. O uso de óleos vegetais essenciais é um grande remédio para hidratar os pés e tratar este problema.
Como fazer_ Utilize uma boa quantidade de óleo de coco ou azeite de oliva para hidratar profundamente a pele ressecada dos calcanhares. Uma vez aplicado, coloque meias de algodão durante toda a noite, para que o óleo atue enquanto você dorme. Lave os pés na manhã seguinte e repita o tratamento todos os dias.

MÁSCARA DE BANANA E ABACATE_ Esta máscara de banana e abacate ajuda a hidratar a pele dos calcanhares rachados e melhora notavelmente a sua aparência.
Como fazer_ Prepare uma pasta com uma banana e um abacate maduro. Aplique a mistura diretamente sobre a pele do calcanhar rachado, deixe agir durante meia hora e enxágue.

VASELINA E SUCO DE LIMÃO_ A vaselina e o limão atuam profundamente na pele ajudando a suavizar os calos reduzindo o problema dos calcanhares rachados.
Como fazer_ Deixe os calcanhares submergidos em água quente com sal durante 15 ou 20 minutos. Seque bem os pés e unte os calcanhares com uma colher de suco de limão e vaselina. Cubra os pés com meias de algodão e deixe agir durante toda a noite.

TRATAMENTO DE PARAFINA_ Este remédio natural funciona como uma boa terapia quando o calcanhar rachado causa dor e diferentes incômodos.
Como fazer_ Misture um pouco de parafina com óleo de coco ou de mostarda. Esquente em banho-maria, misture tudo muito bem e deixe esfriar. Quando estiver morno, coloque a mistura sobre os calcanhares, cobrindo os pés com meias e deixando agir durante toda a noite.

2MEL PARA SUAVIZAR_ O mel é um ingrediente com propriedades muito benéficas para a pele, que ajuda a hidratar e suavizar de forma eficaz.
Como fazer_ Misture uma xícara de mel em um copo de água morna. Mantenha os pés submergidos nesta mistura entre 15 e 20 minutos e faça uma massagem.

ESFOLIANTE DE FARINHA DE ARROZ_ Este esfoliante de farinha de arroz ajuda a suavizar a pele do calcanhar rachado,reduz os calos e melhora notavelmente o problema.
Como fazer_ Prepare uma mistura com 2 ou 3 colheres de farinha de arroz, vinagre de mel e sidra de maçã. Mantenha os pés submergidos em água morna durante 20 minutos e, em seguida, aplique esta pasta esfoliante com suaves massagens circulares.

ESFOLIANTE DE AVEIA_ Este esfoliante natural de aveia ajuda a suavizar a pele do calcanhar, reduz os calos e contribui para que os pés tenham uma aparência melhor.
Como fazer_ Prepare uma pasta com algumas colheres de aveia em pó e um pouco de óleo de jojoba. Aplique na área afetada fazendo uma massagem suave. Deixe agir durante 10 minutos e retire-a com água morna. Este esfoliante natural de aveia ajuda a suavizar a pele do calcanhar, reduz os calos e contribui para que os pés tenham uma aparência melhor.

fonte: http://papodeesquinas.blogspot.com.br/2015/09/8-remedios-caseiros-definitivos-para-o.html

Calvície feminina: confira 11 mitos e verdades

Estresse, cabelo preso e dietas malucas são considerados os grandes inimigos de quem deseja ter os cabelos fartos

O cabelo é considerado, por muitos, um dos maiores atributos da beleza feminina. Se não é o principal, serve como suporte, ou moldura, para a beleza. Portanto é compreensível que quando os fios começam a cair e a cabeleira rarear, a crise de vaidade ataque a mulher. De acordo com o médico Luciano Barsanti, presidente da Sociedade Brasileira de Tricologia (ciência que estuda os pelos), a principal causa da queda de cabelo nas mulheres está relacionada com problemas hormonais, seguida pelas questões genéticas. “No entanto tenho observado que o número de mulheres com calvície genética vem subindo consideravelmente, por fatores associados como o estresse, depressão e cansaço, que desencadeiam o processo genético”, disse.

Portanto, questões ambientais também influenciam a queda os fios e é preciso desmascarar mitos e reconhecer verdades quando o assunto é cabelo.
2

O cirurgião plástico Carlos Uebel afirma que é necessário prestar atenção às carências nutricionais causadas pelas dietas, pois a deficiência de nutrientes como proteínas, ferro, vitaminas do complexo B e sais minerais também acarretam no enfraquecimento dos fios. “Quem gosta de uma química, precisa ficar atenta também, pois excesso de tintura, progressivas e alisamentos também podem danificar o cabelo”, disse.

A boa notícia é que para quase tudo tem solução. Para descobrir o motivo das quedas, há o exame de microscopia atômica, que detecta o grau de destruição do cabelo. “35% das mulheres já não possuem mais cutícula do cabelo, que foi completamente destruída pelos procedimentos químicos. Mas hoje dispomos de recursos técnicos não invasivos que promovem diagnóstico seguro do couro cabeludo, levando a tratamentos específicos para cada um ”, diz Barsanti.

Entre os tratamentos, há desde cremes capilares, a reposição de vitaminas e medicação via oral. Se nada resolver, parte-se para o microtransplante capilar. “O procedimento consiste na retirada de bulbos capilares da região da nuca. Após isso, esses bulbos são embebidos em uma solução ativada de plasma concentrado com células tronco, que estimulam o crescimento dos fios. Depois de serem estimulados esses fios são implantados, um a um , no paciente, na região calva”, afirma Uebel.

Conheça abaixo 11 mitos e verdades sobre a queda de cabelos:

1) Lavar o cabelo com água filtrada evita a queda dos fios? Mito. O uso de água filtrada não causa e nem evita a queda dos fios de cabelo.

2) Estresse é um dos causadores da queda de cabelo? Verdade. Estresse, cansaço, ansiedade e depressão são uns dos principais fatores de queda de cabelo. Estes fatores, inclusive, podem ativar os genes ligados à calvície feminina.

3) Lavar a cabeça com água quente faz cair os cabelos? Mito. Porém, pessoas que apresentam dermatite seborreica devem evitar a água quente, a qual estimula a produção de oleosidade, de maneira a piorar a doença e acarretar na queda dos fios.

4) Dietas radicais têm como consequência a queda de cabelos? Verdade. A alimentação saudável, rica em nutrientes, é essencial para a saúde dos cabelos. Para não danificar os fios, a dieta deve ser rica em proteínas, vitamina B, ferro e sais minerais.

5) Lavar os cabelos todos os dias acelera a queda? Mito. Os cabelos mais oleosos precisam ser lavados todos os dias para que haja a retirada do sebo produzido pelo couro cabeludo. Porém é importante prestar atenção na quantidade de xampu e creme, que precisa ser pouca, caso contrário a queratina do cabelo é sobrecarregada.

6) Dormir de cabelos molhados faz mal à saúde dos fios? Verdade. Dormir com os fios úmidos e abafados facilita a proliferação de fungos e caspas, que com o tempo levam à queda de cabelo.

7) Prender o cabelo pode facilitar a queda de cabelos? Verdade. Prender o cabelo é ruim em qualquer situação, seja rabo de cavalo, tiara, faixas, bandanas ou apliques. Isto porque cada fio de cabelo é preso por um músculo. Com a tração, o músculo pode ser rompido e o cabelo perdido para sempre.

8) Secador de cabelo e chapinha provocam queda de cabelo? Depende. Se utilizados de forma incorreta, tanto o secador como a chapinha podem danificar o cabelo. No caso do secador, a distância na hora de secar os fios deve ser de pelo menos 30cm. Já a chapinha muito quente quebra e desidrata os fios.

9) O uso de boné faz cair o cabelo? Depende. Usar o boné não seria o fator predominante na queda. Mas como o boné abafa o cabelo e aumenta a seborréia, pode acelerar a queda dos fios.

10) Passar condicionador na raiz do cabelo faz mal? Verdade. Nem tudo que é bom para o cabelo é bom para o couro cabeludo. O condicionador na raiz torna o cabelo mais oleoso e propenso a incidência de caspa e sebo, que em excesso levam a queda dos fios.

11) Cabelo que cai nunca mais volta a crescer? Mito. Já existem tratamentos dermatológicos com resultados significativos para interromper a queda dos cabelos e, até mesmo, cirurgias que fazem com que eles cresçam novamente.

Fonte: saude.ig.com.br/minhasaude/2014-03-09/calvicie-feminina-confira-11-mitos-e-verdades-sobre-a-queda-de-cabelos.html

É verdade que os cravos na nossa pele são aracnídeos?

Na verdade os cravos são poros entupidos de gordura (sebo). A nossa pele é recoberta por uma proteína que protege contra o ressecamento, chamada queratina. Ás vezes a queratina produzida atrapalha a saída dos poros, o que pode ser agravado como uso de produtos de beleza muito gordurosos. A pontinha preta do cravo é resultado da reação de oxidação de uma quantidade grande da proteína com o oxigênio do ar. Mesmo com o poro fechado a glândula sebácea continua produzindo gordura, ela então vai se acumulando no poro formando o cravo.

11

Mas essa história do aracnídeo não é um mito. Ela tem um fundo de verdade! O que acontece é que algumas bactérias, como a Propionobacterium acne, e o ácaro Demodex folliculorum, se aproveitam do entupimento dos poros para fazer dali um ambiente ideal para procriar. Esse ácaro, como todo aracnídeo, tem 8 perninhas sim, mas é muitíssimo pequeno. A presença desse bichinho é mais comum no folículo piloso, onde ele pode viver de 14 a 18 dias e colocar até 25 ovos em um único folículo. Para nosso desespero o local mais comum para o Demodex viver é na superfície do canal do ouvido, onde podem viver populações desses pequenos seres, mas eles podem viver em qualquer folículo piloso, inclusive nos pelos do rosto.

12

A relação entre o Demodex e o cravo não é necessária. Podemos ter a pele infestada desses pequenos animais, mesmo sem ter cravos e existem pessoas com cravos que não possuem esses ácaros na pele. Mas com ajuda de bactérias a presença do Demodex nos poros entupidos pode causar uma infecção e o agravamento de um cravo, o que causa uma reação do organismo resultando em uma espinha.

13Eles podem viver principalmente associados aos folículos pilosos. Nessa imagem estão representados na cor.

fonte: http://diariodebiologia.com/2011/10/e-verdade-que-os-cravos-na-nossa-pele-sao-aracnideos/#.Um4_lXA3v4U

Envelhecimento Facial

O envelhecimento facial é um processo amplo que ocorre em 3 dimensões e é resultado de múltiplos fatores:
•    Diminuição da renovação celular, com perda da elasticidade e alteração da textura;
•    Perda do contorno e volume facial pela ação gravitacional, reabsorção óssea e remodelação da gordura facial;
•    Surgimento das rugas dinâmicas pela ação da musculatura facial;
•    Surgimento das rugas estáticas pela evolução das rugas dinâmicas pela degradação do colágeno e ácido hialurônico na pele;
•    Surgimento de manchas decorrentes de exposição solar ao longo dos anos. Esse processo se torna mais acelerado, pela sensibilidade individual à radiação ultravioleta.

Alguns fatores podem acelerar o processo de envelhecimento cutâneo: alimentação não balanceada, fumo, ingestão de bebidas alcoólicas, exposição solar incorreta, estresse e predisposição genética. A associação desses fatores leva ao agravo do envelhecimento cutâneo.

peleA dermatologia evoluiu muito na prevenção e nos tratamentos de rejuvenescimento facial. Contamos com um arsenal de técnicas e tratamentos que restauram e/ou mantêm a pele jovem e saudável. É importante entender que, na maioria dos casos, é necessária a associação de técnicas para um melhor resultado. Geralmente é necessário tratar a perda do volume facial e tratar textura; ou tratar rugas dinâmicas e manchas. Cada caso é individualmente avaliado e tratado e, por isso, é traçado um plano de tratamento individualizado.

Os tratamentos atuais vão desde o  uso da toxina botulínica, para atenuar as rugas de expressão, preenchimentos para reposição do volume facial perdido, estimuladores de colágeno, hidratação profunda, lasers e radiofrequência para estímulo de colágeno, peelings e luz intensa pulsada para melhora de textura e manchas, entre outros.

A associação dessas técnicas leva a formação de um novo colágeno com consequente desaceleração do processo de cronescência (envelhecimento), mas é necessário sempre manter o uso de cosmecêuticos tópicos e em alguns casos suplementos orais. A manutenção do tratamento vai variar de 4, 6 ou 12 meses dependendo da necessidade individual.

É importante ter em mente que o processo de envelhecimento é contínuo e progressivo. Sabemos que a partir dos 25 anos já devemos iniciar a prevenção e após os 35/40 há uma degradação mais acelerada desse processo. Sendo assim, quanto mais precocemente começarmos a prevenção, maior a chance de envelhecermos bem e com face harmoniosa.

fonte: http://metropolerevista.com.br/bem-estar/envelhecimento-facial/23671